Sistematização: A Política Pública de Educação em Economia Solidária através do CFES – Sul

Apresentamos a sistematização A Política Pública de Educação em Economia Solidária através do CFES – Sul ao público em geral e em especial às pessoas que apostam numa nova economia possível baseada na solidariedade. Através dela, apresentamos uma síntese do processo de organização, realização e sistematização das atividades formativas e de apoio à assessoria técnica em economia solidária do CFES Sul – Centro de Formação e de Apoio e Assessoria Técnica da Região Sul, com ênfase às ações realizadas entre 2014 e 2015.

Clique na imagem para acessar a sistematização.

O CFES foi formatado a partir dos princípios da educação popular e reuniu saberes acumulados nos processos formativos dos fóruns, empreendimentos, agentes públicos e entidades de apoio da economia solidária – EcoSol. Está articulado com o movimento de EcoSol e inserido na estratégia da SENAES – Secretaria Nacional de Economia Solidária de fortalecimento da EcoSol, através de ações específicas e da articulação com as políticas de desenvolvimento territorial solidário sustentável e de superação da pobreza.

A implementação do CFES Sul nesta etapa (2013-2017) foi coordenada pelo CAMP, com a parceria da Cáritas Brasileira Regional de Santa Catarina e do Instituto Nhandecy, que foram responsáveis pela articulação e mobilização do público das ações de formação em Santa Catarina e no Paraná, respectivamente. Contamos também com a parceria de empreendimentos e entidades de apoio, através da participação nas reuniões do Conselho Gestor – CG e do Conselho Metodológico – CM.

O Grupo de Pesquisa coordenado pelo Prof. Telmo Adams, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unisinos, foi parceiro em todo processo de execução do Projeto CFES, especialmente no processo de sistematização e nas reflexões metodológicas do CM. O grupo contou com o apoio do CNPq, através do Projeto “Educação, trabalho associado e (des)colonialidade: estudo das experiências do Centro de Formação em Economia Solidária da região sul do Brasil”.

Em 2016, o CFES Sul foi parceiro na construção da Plataforma de Educação em Economia Solidária – Fazer Solidário (http://www.fazersolidario.org.br/), que gravou 22 vídeos aulas e dezenas de mini vídeos que expressam experiências acumuladas em EcoSol na Região Sul do Brasil. A Plataforma contou com o apoio financeiro do Conselho Britânico/Newton Found, e contribuiu nesta publicação. A redação final foi feita pelo CAMP e teve como referência o relatório de sistematização, elaborado pela equipe do CAMP e o grupo de pesquisa do PPGEdu/Unisinos, coord. pelo Prof. Telmo Adams, a partir de debates e materiais produzidos coletivamente nos encontros de sistematização e debates no CG e no CM.

A publicação está organizada em sete capítulos. Após esta apresentação e introdução, apresentamos um breve histórico que fala sobre a economia solidária e suas políticas no Brasil e sobre a constituição do CFES como rede nacional e aqui na Região Sul. No terceiro capítulo, falamos sobre os mecanismos de gestão compartilhada do processo, a sistematização, a escolha dos territórios para atuação do CFES Sul e as formas de sensibilização e mobilização dos participantes e parceiros para os processos formativos. No capítulo 4, apresentamos o conjunto de ações formativas do CFES Sul: quais foram os seus objetivos, quantas pessoas envolveram e quando foram realizadas. Em seguida, no capítulo 5, elaboramos gráficos e tabelas para apresentar o perfil do conjunto de pessoas que participaram das ações de formação. No capítulo 6, falamos sobre educação popular: as diretrizes da educação em economia solidária, alguns conceitos básicos da educação popular e algumas vivências pedagógicas que foram significativas no percurso formativo do CFES Sul. No capítulo 7, apresentamos os conteúdos que orientaram as ações formativas, sobretudo os dois cursos desenvolvidos em 2015. Finalmente, no capítulo 8, levantamos algumas avaliações e cartas pedagógicas escritas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*