Rede Ubuntu

Constituição da Rede Ubuntu de Cooperação Solidária: sou porque nós somos

O Objetivo geral do projeto é “Organizar e constituir a Rede Ubuntu de Cooperação Solidária no RS, garantindo a inserção dos Povos Tradicionais de Matriz Africana, Quilombolas, Indígenas, Pescadores, Camponeses no contexto e práticas da Economia Solidária, como forma da superação de desigualdades históricas, através da realização de processos formativos fundamentados na educação popular e de articulação com outros atores da economia solidária, visando o fortalecimento das cadeias produtivas, a geração de trabalho e renda, a constituição de arranjos econômicos territoriais de produção, comercialização e consumo solidário”.

Com a Pandemia do Covid19, iniciamos a comercialização on line, via redes sociais. Dessa forma, organizamos um grupo no facebook, uma página no Instagram e um canal no Youtube. Também realizamos três Feiras Virtuais até 8 de agosto de 2020, o que proporcionou geração de renda para os Empreendimentos (EES) envolvidos, que hoje somam 95. O projeto viabiliza a entrega gratuita e segura dos produtos, os quais são comercializados diretamente com os EES.

Grupo no face: acesse aqui.

Instragram: acesse aqui

Canal no Youtube: acesse aqui

      

O Projeto pretende alcançar, no mínimo, 80 empreendimentos de economia solidária ligados aos Povos Tradicionais de Matriz Africana, indígenas, quilombolas, pescadores, camponeses e coletivos da Economia Popular do RS. Para tanto, serão realizadas atividades de formação e assessoria técnica através da metodologia da educação popular, construção de feiras locais, criação de aplicativo para celular de comercialização, confecção de materiais de divulgação entre outras ações.

O Projeto iniciou em abril de 2018, tem 30 meses de duração e é financiado pelo Ministério do Trabalho e Emprego e Subsecretaria de Economia Solidária.

Projeto: Constituição da Rede Ubuntu de Cooperação Solidária
Termo de Fomento nº 852621/2017 – MC/Departamento de Economia Solidária – CAMP