EcoSoL e PopRua

ECOSOL e POPRUA: conectando vivências

Projeto Economia Solidária com População em Situação de Rua: estratégias de valorização do saber-fazer a partir da inclusão socioeconômica e da autonomia da População em Situação de Rua na RMPA (Projeto Básico CAMP 049245/2014 MTE/SENAES)

 

curso_pop_rua

A partir dos princípios e políticas que envolvem o campo da Economia Solidária, o CAMP buscou, através deste Projeto iniciado em 2014 e finalizado em novembro de 2017, promover a inclusão socioeconômica e a autonomia da População em Situação de Rua (PSR) em Porto Alegre e Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA), no Rio Grande do Sul. A RMPA, também conhecida como “Grande Porto Alegre”, é composta por 33 municípios e, contando com uma população de 4.011.224, a região abriga cerca de 50% da população do Rio Grande do Sul.

Em relação à PSR, uma vez que os últimos levantamentos foram feitos há mais de cinco anos e não abrangem o conjunto dos municípios da RMPA, o CAMP propõe a realização de um mapeamento visando a identificação das pessoas que se encontram em situação de rua na região acima delimitada.

Atividades do projeto

Mapeamento de 600 pessoas em situação de rua habitantes de Porto Alegre e Região Metropolitana com articulação e diálogo com agentes públicos. Capacitação e sensibilização de 40 agentes relacionando a temática da economia solidária às questões voltadas à pessoas em situação de rua. Essa capacitação e sensibilização acontecerão através da realização de curso de capacitação para 40 agentes sobre assuntos voltados a relação entre Ecosol e PSR, organizado em 03 módulos com 100h de duração.

O foco principal do projeto foi sensibilizar, mobilizar e formar 300 pessoas em situação de rua (100 em cada pólo) sobre temas relacionados à economia solidária, educação e qualificação profissional.

Para finalizar, foi feita um processo de incubação com formação política-educativa e profissional com empreendimentos em economia solidária constituídos por população em situação de rua, aquisição de material de apoio e de expediente e despesas com infraestrutura para realização do projeto.

Ao final foram criados três Coletivos de Economia Solidária da População em Situação de Rua: Sabão Ecológico CERTU, composto pelos usuários dos CAPS de Canoas, Amanhecer Travessia; NTE ArtePapel, formado pelos estudantes da Escola Porto Alegre, que atua com pessoas em situação de rua há mais de 20 anos. Nesse Coletivo há a produção de papel artesanal e cerâmica; Fundos Solidário Resistência Pop Rua, ligado ao Movimento Nacional da População em Situação de Rua do RS.

Publicações: Cartilha Eco Sol e Pop Rua: Formação em Economia Solidária com Pessoas em Situação de Rua

Assista os vídeos do Projeto, aqui .

11855720_1006948159344736_6534366267666374645_n

 

DSCN9271

DSCN6986