Perspectivas do imaginário social, sobre os Direitos Humanos no Brasil

“Perspectivas do imaginário social, sobre os Direitos Humanos no Brasil”, por Márcio Cruz.

O Artigo é fruto de análise dos dados da Pesquisa Nacional sobre as Percepções em Direitos Humanos no Brasil, realizada dentro do Projeto E-Dhesca – educação, cidadania e direitos humanos: conectando redes e saberes, executado pelo CAMP de fevereiro de 2013 a janeiro de 2016 em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos e Secretaria Geral da Presidência da República e a Rede de Educação.

“Os dados da pesquisa “Percepções sobre Direitos Humanos no Brasil”, realizada no ano de 2008 pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, e publicados no livro “Direitos Humanos e a Percepção da Opinião Pública dos Brasileiros”(2010) , não confirmaram a hipótese inicial orientada pela leitura dos meios de comunicação de massa, que relacionam Direitos Humanos como estando exclusivamente voltados à criminalidade e a segurança pública. A pesquisa demonstrou, tal como o fez nos anos 60 o cientista e historiador norte-americano Bernard Cohen e, posteriormente, os pesquisadores McCrombs e Shaw no artigo seminal que lançou as bases da teoria Setting (Teoria do agendamento da mídia) de que, na maior parte do tempo, “a imprensa pode não ter êxito em dizer aos leitores como pensar, mas é espantosamente exitosa em dizer aos leitores sobre o que pensar” .
De acordo com o sociólogo Gustavo Venturi, organizador do livro “Direitos Humanos e a Percepção da Opinião Pública dos Brasileiros”, apesar do baixo grau de conhecimento sobre o que venha a ser Direitos Humanos em sua amplitude, as opiniões colhidas na pesquisa realizada em 2008 revelam que o povo brasileiro não relaciona exclusivamente Direitos Humanos às questões de segurança pública, e tendem a reconhecer (1) o caráter universalista dos Direitos Humanos e sua relevância para o bem comum; (2) a reivindicá-los ainda que não os nomeie como tais; e (3) a apoiar as políticas voltadas para sua promoção sempre que proposta. Em que pese à existência de contradições particularmente em relação a políticas no campo da segurança pública.

Em 2014 a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República realizou nova pesquisa nacional sobre a percepção do povo brasileiro em relação aos Direitos Humanos no Brasil , tomando como base a pesquisa realizada seis anos antes. Os resultados da recente pesquisa, em comparação com os dados da anterior, demonstram que as conclusões mencionadas por Venturi (2010) mantêm-se válidas.”  Clique aqui para continuar lendo o artigo.

 

DSCN0339

Para acessar o Relatório  pesquisa, elaborado pela IPO, acesse aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*